A impossibilidade pelo Possível

de Tania T. S. Nunes

Um missionário da palavra, caminhante, ao desamarrar as correntes da dor de um de seus servos, anunciou uma frase para os novos tempos: “Ainda vale a pena!”. Ao anoitecer, sobre as tramas do lençol, deixou em sua escritura o mistério do avesso: “A impossibilidade do Possível”, que abaixo vai revelada:

Se a vida não agrada, não dá para comprar outra; se o corpo está disforme não tem como criar ou inventar outra moda; se a família desregulou, o parafuso não pode ser apertado; se a educação não acerta, a seta não consegue ser direcionada; se o coração não corresponde, inexiste a possibilidade de contratar uma nova máquina; se o destino é certo, o rumo é incerto; se acreditar já não basta; crer é quase impossível. Se o tempo é de apuros, já não basta um grito Possível de socorro na praça. E, se a dor é de perder, perder-se é doar-se à vida… por que nem sempre a saída está no agora, mas também na matemática do noves fora…


%d blogueiros gostam disto: