…estou completamente idiota.

Daniela Mendes

E isso é sempre maioria das vezes. O que significa: Out Out! Lato, afinal sou um cachorro. Sim estou neste mundo, bem perto das calçadas, farejando mijo, bosta e genitálias. Out Out! Enquanto abelhas: in in in… Bem mais perto dos narizes humanos que falam de mel, flores e frutos. In in in… Ternas e amarelas! Fazendo profundos mergulhos no ar e desenhando invisíveis círculos no espaço. Posso ofegar com língua para fora. Idiota! Idiota! Eles me xingam enquanto respondo pensando que me chamam. Se não tenho respeito por andar sem coleira é o preço que pago por conquistar o mundo só abanando o rabo.

O meu amigo gato, tão mal humorado, vocês o perdoem, pesa toneladas carregando artimanhas como se fossem pedras. Nem cochila em paz com tantas sete vidas para viver. Estou completamente idiota, out out! chamando-o para sair de cima do muro. Afinal, de que adianta saber cair de pé se nunca se pode se jogar do alto? Ele me ignora. Levanta o rabo, mostra o cu e vai embora. Olho a minha volta, que amigos mais eu posso ter?

Me recuso à solidão. Encosto perto da gangorra das crianças e elas dizem que não cheiro bem. Ora o que é cheirar bem? Para mim cheira mal quem pouco exala. E depois eu é quem sou um idiota! Out Out! Vou-me cuspindo deste parque out out! idiotas são vocês! bem olhando para traz. Ouço um grito. O carro pára bem em cima de mim. Ele surgiu de repente, se desculpa o homem. Out em rotações mais lentas e com os olhos digo a eles minhas últimas palavras: estou fora.


%d blogueiros gostam disto: